Capa

FUTEBOL

Campo Grande recebe seletiva para jogadores interessados em estudar nos EUA

Projeto da HTS, com apoio de Lucas Moura, ajuda garotos de 15 a 24 anos na busca por bolsas de estudo em universidades americanas. Seletiva será nos dias 5 e 6 de novembro, na Associação Médica do Mato Grosso do Sul. Inscrições terminan nesta terça-feira (01.11)

28.10.2016  |  642 visualizações
Campo Grande (MS) - Jogar futebol é o sonho de qualquer garoto brasileiro. Por isso mesmo, a oferta de talentos por aqui é tão grande que nem todos têm espaço para chegar ao topo do esporte. Mas nem por isso quem está longe de virar jogador profissional precisa abandonar o esporte. Que tal usar esse talento com a bola nos pés para estudar nos EUA?

Pensando nisso, a HTS Brazil chega a Campo Grande para buscar atletas de 15 a 24 anos interessados em explorar o mundo do esporte universitário norte-americano. A Seletiva HTS - Campo Grande está marcada para os dias 5 e 6 de novembro, na Associação Médica de Mato Grosso do Sul (R. Desembargador Leão Neto do Carmo, 155). Na sexta-feira (4), às 19h30, haverá a palestra para os inscritos e seus pais e responsáveis no auditório do Bahamas Apart Hotel (R. José Antônio, 1117 - Centro).

Para participar da seletiva é necessário fazer a inscrição até esta terça-feira (1.11), por meio de link disponibilizado no portal da HTS Brazil (www.htsbrazil.com.br). Até esta segunda-feira (31) estavam pré-inscritos 65 interessados, segundo o professor de futebol Geraldo Harada, parceiro local da HTS Brazil. A seletiva tem os apoios de Tecol (Tecnologia, Engenharia e Construção), Matpar Pré-Fabricados, Avitour - Viagens e Turismo, Estivanelli, Legal Celulares e G77 - Academia de Goleiros.

Experiência de quem já estudou nos EUA - O projeto foi criado por três jovens empresários que estudaram nos EUA graças ao futebol e conta com o apoio de Lucas Moura, atacante do PSG, da França. "Tenho amigos talentosos que apostaram no futebol e não vingaram. Isso me fez buscar uma alternativa para craques que não se profissionalizaram. A HTS pode dar uma segunda chance para unir o talento com a bola nos pés e a educação", explica Lucas.

Fundada no início do ano, a HTS conta com a experiência de Felipe Guimarães (26), Giancarlo Doro (31) e Rafael Ferreira (32), todos com passagem pelo futebol universitário dos EUA, com bolsas de estudo. Hoje, ajudam outros talentos a trilhar o mesmo caminho. "Todo mundo pensa em esporte como uma finalidade em si, mas ele pode ser uma ferramenta para alcançar objetivos que você nem imaginava que existiam", explica Felipe.

O conceito tem diferenciais que só poderiam ser percebidos por quem já foi estudante-atleta. "Sabemos o quanto é difícil se adaptar a uma nova realidade, a um novo país, a uma cultura diferente. É por isso que a ideia é pensar no candidato da forma mais humanizada possível e não como um número. Queremos ver pessoas satisfeitas, aproveitando a chance de amadurecer psicologicamente e intelectualmente", diz Rafael.

A HTS funciona como uma facilitadora entre os jovens que querem estudar, mas sem desistir do prazer e de todos os benefícios que o esporte proporciona. A escolha do mercado norte-americano também não é aleatória: por lá as ligas universitárias são valorizadas e as universidades disponibilizam, anualmente, aproximadamente 23 mil bolsas esportivas só para o futebol. Com quase 60 mil estudantes-atletas, o "soccer" é a terceira modalidade mais popular por lá, à frente de basquete e beisebol, por exemplo.

HTS Index é diferencial - Em Campo Grande, o diferencial da seletiva é o uso do HTS Index, uma metodologia exclusiva de análise dos atletas, pensando no ambiente competitivo universitário. "O HTS Index é uma ferramenta de avaliação e treinamento de atletas que pode ser usada individualmente ou em elencos completos, para melhorar a preparação das equipes universitárias. Em janeiro deste ano, participamos da Conferência da NSCAA, a Associação de Treinadores dos EUA, para apresentar o projeto. A aceitação foi excelente e estamos negociando a implantação do Index em algumas faculdades locais", conta Giancarlo.

"Nas seletivas, cada atleta é avaliado e recebe um relatório completo, com seu nível físico em comparação com as necessidades do futebol universitário e profissional, além de sugestões de treinos para aperfeiçoamento, visando a bolsa esportiva", completa. Essa avaliação física e técnica é usada para entender quais as oportunidades universitárias disponíveis para cada candidato. "Com o HTS Index, conseguimos projetar as chances de um atleta conseguir uma bolsa esportiva, seja ela parcial ou integral. E, a partir daí, ele pode ser inserido em nosso programa de intercâmbios", explica Rafael.

Serviço
Seletiva HTS - Campo Grande
Quando: 5 e 6 de novembro
Horário: das 8h às 11h30
Onde: Associação Médica de Mato Grosso do Sul (R. Desembargador Leão Neto do Carmo, 155)
Inscrições: link no portal www.htsbrazil.com.br até esta terça-feira (01.11)
Facebook: https://www.facebook.com/htsbrazil/
Telefone: +11 3285 5507

Mais informações:
Site: http://www.htsbrazil.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/htsbrazil/
Telefone: +11 3285 5507

ZDL - Doro Jr. - Mtb 13209
E-mail: dorojr@zdl.com.br
Tels: (11) 3285-5911

Siga a ZDL no twitter:twitter.com/ZDLcomunica
e no facebook ZDL Comunicação
  • Partida de futebol avalia os jovens
    (HTS Brazil / Divulgação)

  • Seletiva de Campo Grande será neste final de semana
    (HTS Brazil / Divulgação)

  • Orientação aos garotos antes do teste
    (HTS Brazil / Divulgação)

  • Grupo da seletiva de São Paulo
    (HTS Brazil / Divulgação)

Leia também...

Entre em contato