Capa

FUTEBOL

Brasil arrasa Equador no Sul-Americano de Futebol Feminino Sub-17

Seleção brasileira vence por 15 a 0 e conquista segunda vitória em dois jogos. Na preliminar, o Paraguai derrota o Peru por 4 a 0

02.02.2010  |  760 visualizações
São Paulo - A seleção brasileira conquistou a segunda vitória no Campeonato Sul-Americano de Futebol Feminino Sub-17. Na tarde desta terça-feira, no estádio do Juventus, na rua Javari (Moóca), ganhou com extrema facilidade do Equador por 15 a 0 e assumiu a liderança do Grupo A, com seis pontos e saldo de 18 gols - na estreia, goleou a Bolívia por 3 a 0. O Paraguai, que na preliminar da rodada dupla venceu o Peru por 4 a 0, também soma seis pontos, mas tem sete gols de saldo. O grande nome do jogo foi a atacante Thaís, do Santos, com cinco gols, além de assistências e jogadas de efeito que enlouqueceram as defensoras adversárias. Destaque também para a atacante Glaucia, autora de quatro gols .

O time comandado por Edvaldo Erlacher começou o jogo arrasador, com jogadas em velocidade pelas laterais do campo e penetrando com facilidade na área equatoriana, tanto que terminou o primeiro tempo com vantagem de 9 a 0. A pressão brasileira deu certo logo aos 6 minutos, quando a zagueira Ingrid tocou de cabeça no canto esquerdo da goleira Gabriela Ortiz para fazer 1 a 0. O segundo gol foi anotado por Glaucia, aos 8, após bela assistência de Thaís. A jogadora do Santos marcou o terceiro, aos 17, ao chutar no canto esquerdo.

O quarto gol brasileiro aconteceu aos 20 minutos, quando Glaucia avançou pela direita e concluiu no canto direito da goleira do Equador. Thaís fez mais uma jogada de craque, aos 23, ao encobrir a goleira e marcar o quinto gol do Brasil. O sexto foi da lateral-esquerda Jucinara, aproveitando de cabeça rebote da goleira, aos 29. O sétimo foi de Andressa, aos 36. Thaís, aos 41, ampliou a goleada. O nono gol do Brasil, aos 44, foi de Glaucia, que entrou livre na área.

Temporal atrasa recomeço do jogo - No segundo tempo, após um temporal que atrasou o reinício da partida em cerca de 30 minutos, a seleção brasileira não tomou conhecimento do gramado encharcado, voltou com a mesma disposição e não demorou para chegar ao décimo gol. A 1 minuto, Jullia, que entrou no lugar da Andressa, empurrou para redes após a goleira equatoriana soltar a bola na pequena área. A atacante também fez o 11º, aos 5, depois de nova falha de Gabriela Ortiz, que foi substituída por Gladys Montoya. A reserva mal entrou e rebateu a bola nos pés da meia Luana, que só teve o trabalho de tocar para fazer o 12º. Thaís fez mais dois, aos 13, de pênalti, e aos 15, tocando na saída da goleira. O 15º foi o quarto de Glaucia no jogo, um golaço de cobertura de fora da área, aos 31 minutos.

O técnico do Brasil, Edvaldo Erlacher, não esperava um resultado tão dilatado. "Acreditava que nosso time iria se soltar, depois da ansiedade da estreia. Jogamos com confiança e os gols foram saindo normalmente, até pela fragilidade das equatorianas", explicou.

A atacante Thais, a mais procurada pela imprensa após o jogo, ficou emocionada por nunca ter jogado pela Seleção perto da família e das amigas do Juventus, clube que a revelou. "Diminui o ritmo no segundo tempo por causa do campo pesado e também procurei tocar mais a bola, atendendo pedido do nosso técnico", concluiu.

Em seu terceiro jogo, a seleção brasileira enfrenta o Paraguai, quinta-feira, às 16 horas, no estádio do Nacional, na Barra Funda. O Equador terá pela frente a Bolívia, às 13h50, na preliminar.

Ficha Técnica

Brasil 15
- Dani; Roberta, Ingrid (Caroline), Lilian e Jucinara; Lucimara (Débora), Andressa (Jullia), Rayanne, Luana e Thaís; e Glaucia. Técnico: Edvaldo Erlacher.

Equador 0 - Gabriela Ortiz (Gladys Montoya), Karen Moreira, Renata Torres, Mariuxi Cherres e Andrea Guanuchi (Karol Alvarez); Leslie Piloso, Ambar Torres, Maria Santillan, e Amy Guevara; Fernanda Verduga e Karen Echeverria (Leila Barros). Técnico: Julio Rosero.

Data: 02/02/2010
Local: Estádio do Juventus
Árbitra: Yeimy Lucero (Colômbia)
Assistentes: Lucia Tavares (Colômbia) e Luciana Mascaraña (Uruguai)

Gols: Thais (17m, 23m, 41m do 1º T e 13m e 15m do 2º T), Glaucia (8m, 20m, 44m do 1º T e 31m do 2º T), Ingrid (6m 1º T), Jucinara (29m 1º T), Andressa (36m 1º T), Jullia (1m e 5m do 2º T), Luana (10m do 2º T).

Goleada paraguaia na preliminar - No jogo de abertura da rodada dupla, a seleção do Paraguai mostrou melhor qualidade técnica e goleou a do Peru por 4 a 0, em partida válida pelo Grupo A, o mesmo do Brasil. Os gols das paraguaias, que haviam vencido as equatorianas por 3 a 0 na estreia, foram marcados por Marlene Mendoza, Erika Rolon, Amada Peralta e Maria Toledo. As peruanas, que disputaram o terceiro jogo, acumulam agora duas derrotas e uma vitória no torneio - perderam de 3 a 0 da Bolívia e ganharam de 3 a 1 do Equador.

O Paraguai tomou a iniciativa do jogo no primeiro tempo, explorando a velocidade das atacantes Araceli Ibañez e Amada Peralta, enquanto as peruanas tentavam explorar, mas sem eficiência, os contra-ataques. O predomínio paraguaio se fez valer logo aos 12 minutos. A zagueira Marlene Mendoza aproveitou cobrança de escanteio e, de cabeça, abriu o placar.

No segundo tempo, o Paraguai comprovou a superioridade, não deu chances às adversárias e consumou a goleada. Fez 2 a 0 aos 16 minutos, com a meia Erika Rolon aproveitando rebote da goleira peruana Stephanie Martinez, e ampliou aos 19 minutos com a meia/atacante Amada Peralta, de cabeça, após cruzamento da direita. As paraguaias marcaram o quarto gol aos 20 minutos com a meia Maria Toledo convertendo pênalti no canto esquerdo da goleira.

O técnico do Paraguai, Juan Almada, disse que ficou feliz com o resultado, pois sua equipe chegou aos seis pontos e agora não depende de um bom resultado contra o Brasil na próxima rodada, para garantir vaga nas semifinais. "Estamos mais tranquilos, pois vamos decidir a classificação contra a Bolívia em nosso quarto e último jogo da fase eliminatória", avisou o treinador.

Ficha Técnica

Paraguai 4
- Liz Peña; Karen Hermosilla, Yohana Gonzalez (Daisy Leguizamón), Marlene Mendoza e Sherlin Cazuriaga; Paola Zalazar, Erika Rolón e Maria Toledo; Claudia Cantero; Amada Peralta e Araceli Ibañez (Fabiola Ayala). Técnico: Juan Almada.

Peru 0 - Stephanie Martinez, Bany Almestar, Andrea Oliveros, Rosina Nolasco e Fiorella Valeriano; Sofia Perez (Carmen Moza), Briana Bellido, Flávia Monzon e Julisa Velasquez; Kiara Arbayza e Mariana Butrich. Técnico: Jaime Duarte.

Data: 02/02/2010
Local: Estádio do Juventus
Árbitra: Maria Carvajal (Chile)
Assistentes: Pamela Gutierrez (Chile) Yoly Garcia (Venezuela)

Gols: Marlene Mendoza (12m 1º T), Erika Rolon (16m 2º T), Amada Peralta (19m 2º T), Maria Toledo (20m 2º T).

Cartões Amarelos: - Yolana Gonzalez (Paraguai) e Rosina Nolasco (Peru)

Cartão Vermelho: Rosina Nolasco (Peru)

Classificação

Grupo A

1- Brasil e Paraguai - 6 pg
3- Peru e Bolívia - 3 pg
5- Equador - 0 pg

Grupo B
1- Venezuela - 7 pg
2- Colômbia - 6 pg
3 -Chile - 2 pg
4 - Argentina - 1 pg
5 - Uruguai - 0 pg

Fase Classificatória

28/01 (Estádio do Nacional)
Chile 2 x 2 Venezuela
Colômbia 3 x 1 Uruguai

29/01 (Estádio do Juventus)
13h50 - Bolívia 3 x 0 Peru
16h00 - Equador 0 x 3 Paraguai

30/01 - (Estádio do Juventus)
13h50 - Venezuela 1x 0 Colômbia
16h00 - Argentina 1 x 1 Chile

31/01 - (Estádio do Nacional)
13h50 - Peru 3x 1 Equador
16h00 - Brasil 3x 0 Bolívia

01/02 - (Estádio do Nacional)
13h50 - Uruguai 1 x 4 Venezuela
16h00 - Colômbia 3 x 1 Argentina

02/02 - (Estádio do Juventus)
13h50 - Paraguai 4 x 0 Peru
16h00 - Equador 0 x 15 Brasil

03/02 (Estádio Anacleto Campanella - São Caetano)
13h50 - Chile x Colômbia
16h00 - Argentina x Uruguai

04/02 - (Estádio do Nacional)
13h50 - Bolívia x Equador
16h00 - Brasil x Paraguai

05/02 - (Estádio do Nacional)
13h00 - Uruguai x Chile
16h00 - Venezuela x Argentina

06/02 (Estádio do Juventus)
13h50 - Paraguai x Bolívia
16h00 - Peru x Brasil

Semifinais
09/02 (Estádio do Pacaembu)
15h50 - 1º grupo B x 2º grupo A
18h00 - 1º grupo A x 2º grupo B

Finais
11/02 (Estádio do Pacaembu)
15h50 - Disputa 3º lugar
18h00 - Final

Credenciamento - Os veículos de comunicação que quiserem cobrir o Campeonato Sul-Americano Sub-17 de Futebol Feminino precisam se credenciar junto à Federação Paulista de Futebol (F: 21897027 e e-mail imprensa@fpf.org.br).

Para ter acesso aos gramados, é necessário enviar formulário em papel timbrado do veículo, assinado pelo editor, com a relação dos profissionais a serem credenciados, com 48 horas de antecedência (dias úteis), da rodada. Para a cobertura do evento fora do gramado, basta apresentação da carteira da Aceesp. Se o profissional não tiver Aceesp, deverá repetir o procedimento acima.

O Campeonato Sul-Americano Sub-17 de Futebol Feminino é um evento oficial da Conmebol, organizado pela Federação Paulista de Futebol (FPF), com promoção da Sport Promotion e apoio da Secretaria de Esportes, Lazer e Recreação da Prefeitura de São Paulo.

Roberto Pierantoni / Ailton Fernandes - MTb.: 12.642
E-mail: zdl@zdl.com.br
  • Thais festeja gol de pênalti (13. do Brasil)
    (Bruno Miani / ZDL)

  • Mariuxi (Equ) e Thais (Bra)
    (Bruno Miani / ZDL)

  • Leila Barros (Equ) e Luana (Bra)
    (Bruno Miani / ZDL)

  • Glaucia e Luana comemoram 15. gol
    (Bruno Miani / ZDL)

  • Renata (Equ) e Gláucia (Bra)
    (Bruno Miani / ZDL)

  • Thais dribla e faz o terceiro do Brasil
    (Bruno Miani / ZDL)

  • Comemoração do primeiro gol
    (Bruno Miani / ZDL)

  • Amada Peralta (Par) e Rosina (Peru)
    (Bruno Miani / ZDL)

  • Araceli (Par) e Rosina (Peru)
    (Bruno Miani / ZDL)

  • Erika (Par) e Arbayza (Peru)
    (Bruno Miani / ZDL)

  • Maria Toledo (Par) e Briana Bellido (Peru)
    (Bruno Miani / ZDL)

Leia também...

Entre em contato