Capa

AVENTURA

JOGOS ROTAS DA NATUREZA EXIBEM AS ATRAÇÕES DA ROTA DA AMIZADE

Competição teve balonismo, mountain bike, canoagem e, acima de tudo, as belezas e hospitalidade desta região de Santa Catarina

13.06.2007  |  384 visualizações
São Paulo (SP) – A primeira edição dos Jogos Rotas da Natureza, disputada no feriado de Corpus Christi, reuniu 90 atletas em torneios de balonismo, mountain bike e canoagem nas sete cidades que formam a Rota da Amizade, no meio-oeste de Santa Catarina. A competição, que elegeu modalidades esportivas representativas dos elementos ar, água e terra, exibiu também as belezas e a grande hospitalidade desta região catarinense.

A Rota da Amizade é composta por pequenas cidades, que têm em comum atrativos naturais e culturais: Fraiburgo (Terra da Maçã), Videira (capital catarinense da uva), Pinheiro Preto (coração do Vale da Uva e do Vinho), Tangará (Terra dos bons vinhos e do vôo livre), Treze Tílias (Tirol Brasileiro), Joaçaba (melhor carnaval do sul do Brasil) e Piratuba (Águas Termais).

Além dos caminhos rodoviários, explorados por excursões nas férias e nos feriados prolongados, a Rota da Amizade tem duas portas de entrada por avião: Curitiba entrando na região por Fraiburgo ou Chapecó entrando em Piratuba.

A região, palco da Guerra do Contestado, tem atrativos bem diversificados, que vão desde um passeio pela estrada de ferro no Alto do Vale do Rio do Peixe, passando por vinícolas que investem em modernas tecnologias em busca do mercado internacional, e chegando a pomares exuberantes de maçãs.

Fraiburgo, sede de metade do torneio de balonismo e de uma etapa de mountain bike, é situada a 1.050 metros acima do nível do mar. As baixas temperaturas no inverno e o verão ameno fazem com que a maçã seja cultivada em larga escala. A cidade é o maior produtor da fruta do país e, por isso, atrai milhares de turistas. Sua população é de 36.900 habitantes e, nos meses de janeiro a abril, chega a ter 10 mil pessoas a mais devido à colheita.

A outra metade evento de balonismo ocorreu em Treze Tílias, conhecida como um pedaço da Áustria no Brasil. Por ser a única colônia austríaca no país, recebeu o título de “O Tirol Brasileiro” e tem até um consulado daquele país europeu para facilitar as viagens de seus habitantes. Um dos importantes pontos turísticos de Santa Catarina, o município oferece aos visitantes atrações baseadas na cultura e no folclore tirolês. Entre eles, ateliês de esculturas em madeira e pinturas. Um dos artistas mais respeitados da cidade é Gotfredo Thaler, que faz esculturas de grande porte, predominantemente arte sacra.

Os seis mil habitantes de Piratuba viram etapas do mountain bike e canoagem. A cidade é reconhecida pela Embratur como importante pólo turístico. Tanto assim que tem 2.500 leitos disponíveis aos visitantes. O grande atrativo é o Parque de Águas Termais, com 100 mil m², contendo sete piscinas com águas com temperatura de 38ºC, extraídas a cerca de 600 metros abaixo do solo. Localizada em lugar privilegiado, no Vale do Rio do Peixe, Piratuba oferece ainda a prática de trekking e passeios de barco no lago da usina hidrelétrica de Machadinho, a maior do estado, e local de provas de canoagem.

Sede de uma etapa de mountain bike, Joaçaba é referência no sul do país por ter o melhor carnaval da região. A cultura tem brilho especial nas apresentações de bandas, corais, escolas de samba, artistas plásticos, artesões e músicos. Foi colonizada por imigrantes gaúchos de origens italiana e alemã, que eram atraídos pelas terras férteis do Vale do Rio do Peixe e pela madeira de lei. O município possui uma população de pouco mais de 24 mil habitantes.

As provas de canoagem, que tiveram circuitos de descida e de sprint pelo Rio do Peixe, passaram também por Videira, Pinheiro Preto e Tangará, além de Piratuba e Joaçaba. Capital catarinense da uva, Videira se destaca por ter grandes produções no setor primário, como a fruticultura de pêssegos, ameixas e uvas. Já na pecuária, mantém criações de suínos, aves e bovinos de leite; e no comércio e na indústria, as cantinas de vinho, empresas de sucos e a Perdigão, um dos maiores frigoríficos da América Latina.

Já Pinheiro Preto está localizada no coração do vale da uva e do vinho. A construção da estrada de ferro São Paulo - Rio Grande do Sul teve relevante papel no surgimento do município, quando alguns trabalhadores se fixaram no local. As produções de uva e de vinho são muito significativas e representam a base da economia local. Hoje, a cidade abriga 16 indústrias vinícolas, que produzem 10 milhões de litros anuais de vinho, mais de 50% da produção estadual.

O enoturismo também é um dos pontos fortes de Tangará, que investe em alta tecnologia para exportar vinhos de qualidade para a Europa. Com uvas cultivadas a cerca de 1.200 metros de altitude em relação ao nível do mar, a Vinícola Panceri produz destaques como o Cabernet Sauvignon Pisari Panceri. A agricultura é expressiva e é baseada na cultura de grãos, pecuária e fruticultura. A cidade oferece belas paisagens como lavouras, pomares e parreiras, com colheitas de frutas, matas nativas e vales com rios de águas limpas. O clima é próprio para a realização de torneios de vôo livre.

Mais informações sobre a Rota da Amizade Convention & Visitors Bureau podem ser obtidas no site www.rotadaamizade.com.br, que traz atrações detalhadas de cada município, indicações de hotéis, restaurantes e passeios.

Atenção: Outras imagens para download estão disponíveis na galeria de turismo dos Jogos Rotas da Natureza no endereço http://www.zdl.com.br/galeria.asp?id=351

João Pedro Nunes – Mtb 11.675 / Guto Francischini - Mtb 45.553
E-mail: zdl@zdl.com.br
  • Balões em Treze Tílias
    (Alexandre Cappi/adorofoto)

  • Parreiral em Tangará
    (Luiz Doro/adorofoto)

  • Maria-fumaça em Piratuba
    (Alexandre Cappi/adorofoto)

  • Rio do Peixe em Joaçaba
    (Caetano Barreira/adorofoto)

Leia também...

Entre em contato