Capa

Marcelo Melo

Melo e Zverev são vice-campeões no Masters 1000 de Monte Carlo

Neste domingo (14), em Mônaco, a final foi diante dos belgas Gille e Vliegen. Com a campanha, a melhor da parceria entre o mineiro e o alemão, Marcelo sobe 15 posições no ranking, passando a 34 do mundo e voltando a número 1 do Brasil. Agora, joga o ATP 250 de Munique

14.04.2024  |  822 visualizações
Abril, 2024 – O mineiro Marcelo Melo e o alemão Alexander Zverev são vice-campeões do Masters 1000 de Monte Carlo. Neste domingo (14), os belgas Sander Gille e Joran Vliegen marcaram 2 sets a 1, de virada, na final no saibro do Monte Carlo Country Club, em Mônaco: 5/7, 6/3 e 10-5, em 1h34min.

O título não veio, mas Melo e Zverev encerram o torneio com muito a comemorar: entraram como alternates, jogaram muito bem, venceram favoritos e chegaram à final. Foi o terceiro ano em que o mineiro e o alemão estiveram juntos em Mônaco, conquistando o melhor resultado da parceria. 
 
Com a final em Mônaco, Melo volta ao top 40 da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) e a número 1 do Brasil em duplas. No novo ranking, nesta segunda-feira (15), vai aparecer em 34º lugar, subindo 15 posições. 
 
"Terminamos aqui como vice-campeões. Por mais que, logicamente, queria ter vencido, acho que tudo que aconteceu durante a semana é um saldo mais do que positivo. Estávamos fora do torneio, o Sascha tinha dez minutos para chegar na quadra, quando entramos de alternates. Ele conseguiu chegar a tempo. E fizemos excelentes jogos, desde a primeira rodada até a final. Ganhamos de times duríssimos. Jogamos muito bem, achei que eu joguei em alto nível o tempo todo e isso é muito bom. Manter essa constância", explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Alto Giro, com apoio de Volvo, Head e Asics.
 
"O Sascha jogou três jogos em um dia. Eu joguei duas vezes seguidas também, duas belas vitórias. Então, é um saldo extremamente positivo, mais uma vez mostrando que eu posso continuar jogando em alto nível ainda. Miami foi um grande resultado. Aqui mais um. Estou realmente muito feliz e agradecido por essa semana. E enfatizar o agradecimento ao Sascha por ter jogado comigo. Naquele dia que ele perdeu, ainda fez o esforço de jogar mais dois jogos no mesmo dia. E estar aqui ainda, nas duplas, sendo que a gente sabe que o compromisso dele é simples. Um obrigado especial a ele. Valeu", completou.
 
O jogo - Na final deste domingo, Melo e Zverev saíram na frente no jogo. Após um início muito equilibrado, conseguiram a quebra no penúltimo game, para depois fechar em 7/5. No segundo set, os adversários quebraram logo no segundo game, abrindo 2/0, mantiveram essa vantagem para fechar em 6/3 e levar para o match tie-break, em que marcaram 10-5. 
 
Melo, agora, jogará no ATP 250 de Munique, que começa nesta segunda-feira na Alemanha, formando dupla brasileira com o gaúcho Marcelo Demoliner. Os adversários da primeira rodada, em data a ser definida, serão o francês Theo Arribage e o romeno Victor Cornea. 
 
Doze vitórias em 2024 - É a 18ª temporada de Melo no circuito e soma 624 vitórias na carreira. Em 2024, são doze - uma no ATP 250 de Adelaide, na Austrália, duas no ATP 250 de Buenos Aires, na Argentina, duas no ATP 250 de Santiago, no Chile, uma no Masters 1000 de Indian Wells, duas no Masters 1000 de Miami, ambos nos Estados Unidos, e quatro agora em Mônaco.

Recordista em títulos, número de vitórias, participações em Grand Slam, ATP Finals e semanas no topo do ranking - Marcelo Melo, 40 anos, é recordista brasileiro em número de títulos, 37 conquistas. Dos títulos, todos em duplas, dois são Grand Slam – Roland Garros, na França (2015) e Wimbledon, em Londres (2017) e nove Masters 1000, além de 11 ATP 500 e 15 ATP 250. Tem o recorde, também, em semanas no topo do ranking da ATP – 56, único brasileiro na história a ser número 1 do mundo em duplas e esteve entre os Top 10 por oito temporadas seguidas.

Duplista mais vitorioso em atividade no circuito, é o maior vencedor entre os brasileiros, tendo alcançado na estreia em Roland Garros 2023 a histórica marca de 600 vitórias. Entre os jogadores de dupla em atividade, Melo é o primeiro a chegar aos 1.000 jogos, mais uma marca histórica, conquistada em Atlanta 2023 - antes, 13 duplistas atingiram e superaram esse número.

É recordista em participações em Grand Slam, com 65 edições, e em presença no ATP Finals – completou oito seguidas em 2020. Em 2019 chegou a 500 vitórias, na estreia no ATP 500 de Washington, passando a ser o 35º jogador de todos os tempos a atingir essa marca.

O primeiro título de Marcelo em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam, além de um vice em Londres (2013) e um vice (2018) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Xangai 2018 chegou ao nono, depois de ganhar Xangai (2013 e 2015), Paris (2015 e 2017), Toronto (2016), Cincinnati (2016), Miami (2017) e Madri (2017).

Temporada 2024

Vice-campeão
Masters 1000 de Monte Carlo - Mônaco

Mais informações:
Site:  
www.melomarcelo.com 
Fanpage:  facebook.com/marcelomelo83 
Instagram: www.instagram.com/marcelomelo83
Marketing/Comercial: Sérgio Oprea - +55 61 98118-9876 - sergio.oprea@terra.com.br - www.zenithmarketing.com.br

ZDL
Doro Jr. - MTb 13209 - 
dorojr@zdl.com.br - 11 984579723
Deborah Mamone - MTb 15148  - 
deborah@zdl.com.br - 11 3285.5911
Site: www.zdl.com.br
Facebook: www.facebook.com/ZDLSports
Instagram: 
www.instagram.com/zdlsports
  • Dupla com os troféus
    (Corinne Dubreuil / @ATPTour)

  • Premiação no Monte Carlo Country Club
    (Divulgação)

  • Concentração de Melo e Zverev
    (Corinne Dubreuil / @ATPTour)

  • Final em Monte Carlo, melhor resultado da parceria
    (Divulgação)

Leia também...

21.05.2024

Melo e Matos param na estreia no ATP 250 de Genebra e seguem para Roland Garros

Jogo na Suíça foi nesta quarta-feira (22) diante dos cabeças 3, Arevalo e Pavic. O Grand Slam em Paris, na França, será o segundo torneio do mineiro e do gaúcho desde que anunciaram a parceria

20.05.2024

Melo e Matos iniciam parceria nesta quarta-feira (22) na estreia no ATP 250 de Genebra

Jogo será às 6h30 (horário de Brasília), diante dos cabeças 3, o salvadorenho Marcelo Arevalo e o croata Mate Pavic, na Suíça

10.05.2024

Melo e Zverev param nas oitavas de final do Masters 1000 de Roma, na Itália

Jogo foi neste sábado (11) diante de Bublik e Shelton. A partir do ATP 250 de Genebra, na Suíça, com início no dia 19, o mineiro estará ao lado do gaúcho Rafael Matos

10.05.2024

Melo e Zverev buscam vaga nas quartas de final neste sábado (11) no Masters 1000 de Roma, na Itália

Dupla enfrenta Bublik e Shelton em jogo por volta das 7h30 (horário de Brasília), no saibro do Foro Italico

Entre em contato