Capa

Robert Scheidt

Scheidt comemora a oportunidade de levantar dois títulos em Ilhabela

Bicampeão olímpico tem uma ligação especial com a ilha, onde timoneou o barco Caballo Loco nas campanhas vitoriosas do Campeonato Brasileiro e Semana de Vela na classe C30. Soma agora 185 títulos na carreira

01.08.2022  |  487 visualizações

Agosto, 2022 – Ganhar é sempre bom. Ser campeão em casa, é melhor ainda. Paulistano de nascimento e cidadão de Ilhabela pelo coração, Robert Scheidt levantou dois troféus no arquipélago do litoral norte paulista no final de semana. Timoneando o Caballo Loco, conquistou o campeonato brasileiro da Classe C30 (o terceiro consecutivo para a tripulação do barco) e título da Semana Internacional de Vela de Ilhabela. Com os resultados, o bicampeão olímpico chegou ao seu 185º triunfo da carreira.

“Foi uma semana muito especial de velejada em Ilhabela, onde tenho ligação muito forte desde pequeno, onde cresci velejando e me preparei para Jogos Olímpicos e Campeonatos Mundiais. E ter a oportunidade de timonear um barco maior e me integrar a uma tripulação de alto nível. Além da alegria de todos nós pelos títulos, a oportunidade de passar mais horas no leme de um C30 vai me ajudar na preparação para a SSL Gold Cup”, afirmou o bicampeão olímpico, que é patrocinado pelo Banco do Brasil e Rolex, contando com o apoio do COB e CBVela, sobre a competição entre países, que terá a fase final em novembro.

Scheidt levantou dois troféus após nove dias com a tripulação do Caballo Loco. Foram apenas três dias de treino e seis de regatas. E a Semana de Vela de Ilhabela reservou emoção até o final para o bicampeão olímpico. “Foi tudo bem intenso. Tivemos alguns altos e baixos, especialmente no penúltimo dia, quando não fomos bem. Mas fizemos uma reunião, tudo foi ajustado e ficamos mais fortes. Estávamos empatados com o Loyalty e, com dois segundos lugares no último dia, acabamos ganhando o campeonato por um ponto (21 a 22). Agradeço ao convite do Mauro (Dottori, comandante do barco). Em 2023 quero estar aqui novamente”, comentou Scheidt.

Empolgado, o comandante do Caballo Loco comemorou o sucesso do barco e da competição. “Minha sorte foi ter a bordo Robert e Juninho de Jesus (também integrante da equipe brasileira na Gold Cup) para vencer o Brasileiro e a Semana de Vela. Foram dias excelentes, nas raias, no clube e nas ruas de Ilhabela. Em 2023 a SIVI chegará aos 50 anos e o Caballo Loco, aos 10. A partir de agora, meu maior desafio como diretor de Vela do Yacht Club Ilhabela é realizar um evento melhor do que neste ano, o que será bem difícil”.

Robert segue agora para a Suíça, onde, entre os dias 7 e 14 de agosto, participará dos treinos do time Brasil na Gold Cup. Capitão do barco brasileiro na competição entre nações, que tem formato parecido ao Copa do Mundo de futebol, Scheidt está animado para essa semana de preparação, onde grandes nomes da vela nacional se unirão para buscar entrosamento, visando a fase final, em novembro.

Na Gold Cup, todos os países competirão em pé de igualdade. Os veleiros one design são fornecidos pela organização. O barco SSL47 – uma versão do RC44, categoria bastante usada em regatas mundiais – tem regulagens do original que não podem ser alteradas. ''A ideia da SSL Gold Cup é interessante, pois são barcos iguais e o que conta é o trabalho da tripulação'', atesta Robert Scheidt, camisa 10 da seleção brasileira.

Robert Scheidt - Carreira

Cinco medalhas Olímpicas: 
    
Ouro : Atlanta/96 e Atenas/2004 (ambas na Classe Laser)     
Prata : Sidney/2000 (Laser) e Pequim/2008 (Star)     
Bronze : Londres/2012 (Star)      
     
185 títulos - 91 internacionais e 94 nacionais     
     
Laser     
- Onze títulos mundiais - 1991 (juvenil), 1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002*, 2004 e 2005 e 2013     
*Em 2002, foram realizados, separadamente, o Mundial de Vela da Isaf e o Mundial de Laser, ambos vencidos por Robert Scheidt     
- Três medalhas olímpicas - ouro em Atlanta/1996 e Atenas/2004, prata em Sydney/2000     
- Na Olimpíada Rio 2016, terminou em quando lugar, vencendo a medal race, televisionada para o mundo todo.     
     
Star     
- Três títulos mundiais - 2007, 2011 e 2012*     
*Além de Scheidt e Bruno Prada, só os italianos Agostino Straulino e Nicolo Rode venceram três mundiais velejando juntos, na história da classe     
- Duas medalhas olímpicas - prata em Pequim/2008 e bronze em Londres/2012     
- Integrante fundador da Star Sailors League, um circuito global de competições em franca ascensão, como uma ATP da vela, com ampla cobertura midiática. Scheidt foi o campeão da primeira edição, em 2013, ao lado de Bruno Prada, e vice-campeão em 2017 e 2018, com Henry Boenning     
     
Mais informações:
Instagram: @robert.scheidt
Facebook: facebook.com/robertscheidtvela
Site: http://robertscheidt.com.br
 
Assessoria de Imprensa:    

ZDL - Rafael De Marco / Doro Jr. - Mtb 13209     
rafael@zdl.com.br  -  Cel: 11 976022986   - Whatsapp: 19 997912108   
dorojr@zdl.com.br -  Whatsapp 11 984579723    
     
Site: www.zdl.com.br     
Facebook: www.facebook.com/ZDLSports     
Instagram: www.instagram.com/zdlsports     
Twitter: www.twitter.com/ZDLcomunica

  • Tripulação do Caballo Loco
    (Edu Grigaitis / Balaio de Ideias)

  • O bicampeão olímpico Robert Scheidt
    (Fred Hoffmann / SIVI)

  • Scheidt timoneando o Caballo Loco
    (Matias Capizzano / SIVI)

Leia também...

03.06.2022

Filho de Robert Scheidt vence evento teste do Campeonato Mundial de Optimist, na Turquia

Erik conquistou o título em Bodrum, mesmo local onde o pai levantou o troféu de campeão do mundo na classe Laser pela sétima vez, em 2004

15.05.2022

Scheidt vence a Europa Cup de Laser e conquista 183º título da carreira

Bicampeão olímpico levantou o troféu de campeão neste domingo (15), no Lago di Garda, na Itália, em seu retorno à classe após a disputa da Olimpíada do Japão

13.05.2022

Scheidt entra na Europa Cup de Laser por diversão, vence quatro regatas e lidera a competição

Bicampeão olímpico de 49 anos aproveitou o vento forte no Lago di Garda, na Itália, para imprimir seu ritmo de velejada e dominar a flotilha de 52 barcos, que voltam a competir neste sábado (14)

15.11.2021

Scheidt vence o Sul-Americano de Star e conquista 182º título da carreira

Bicampeão olímpico levantou o troféu de campeão nesta segunda-feira (15), em Ilhabela, em seu retorno à classe após dois anos de ausência

Entre em contato