Capa

Marcelo Melo

Melo e Dodig param na segunda rodada do Australian Open

Em jogo decidido nos detalhes, dupla não passou pelos italianos Bolelli e Fognini, na noite desta sexta-feira (21), no Grand Slam, em Melbourne

21.01.2022  |  591 visualizações

Janeiro, 2022 – Marcelo Melo e Ivan Dodig - cabeças de chave número 9 - pararam na segunda rodada do Australian Open. Na noite desta sexta-feira (21), em jogo decidido nos detalhes, os italianos Simone Bolelli e Fabio Fognini marcaram 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7-2) e 6/3, em 1h51min, para seguir no Grand Slam, em Melbourne. O mineiro e o croata encerram a série de torneios que abriram a temporada na Austrália, após a disputa de dois ATP 250 em Adelaide e do Australian Open.

"Hoje não deu para nós. Sabíamos que era um jogo duríssimo. O Fabio e o Bolelli jogam realmente muito bem. De qualquer forma, acho que tivemos as nossas chances. Saímos abaixo, quebramos, depois tivemos um break para passar à frente. E é assim. Dupla desse nível, tivemos uma chance, não aproveitamos e eles acabaram ganhando o set. Aí aproveitaram uma oportunidade no segundo set. Tudo decidido muito no detalhe mesmo", explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro e BMG, com apoio da Volvo, Head, Voss, Asics e Confederação Brasileira de Tênis.

"Poderíamos ter feito uma coisinha ou outra diferente. Mas, como o nível é muito alto, a gente acaba jogando no limite e hoje caiu para o lado deles. Acho que fizemos dois excelentes jogos. E acredito que se continuarmos jogando dessa maneira, e até evoluindo, temos grande chance de fazer um belo ano", completou. 

No primeiro set, os adversários quebraram no terceiro game, 2 a 1. Mas, Melo e Dodig devolveram em seguida, deixando tudo igual em 2 a 2. E o set seguiu sem novos breaks, indo para a definição no tie-break. Os italianos marcaram 7-2 para sair na frente no jogo. E no segundo set, uma única quebra, no quarto game, fez com que Fognini e Bolelli abrissem 3/1, na sequência 4/1 e, mantendo a vantagem, fechassem em 6/3.

Esta é a 14ª vez que Melo joga no Australian Open, a quinta com Dodig, e o 58º Grand Slam de sua carreira, recordista brasileiro. Antes da estreia no Grand Slam, Melo e Dodig disputaram dois ATP 250 na cidade australiana de Adelaide, finalistas no primeiro e semifinalistas no segundo.

No ranking mundial individual de duplas divulgado nesta segunda-feira (17) pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), Melo está em 24º lugar, com 2.915 pontos. Dodig é o 13º, com 5.115 pontos.

Seis vitórias em 2022 – No início da temporada 2022, Melo e Dodig somam cinco vitórias nos dois ATP 250 de Adelaide e uma no Australian Open. Já disputaram sete torneios desde que retomaram a parceria em outubro do ano passado: o Masters 1000 de Indian Wells, nos Estados Unidos (semifinal),  o ATP 250 de Antuérpia, na Bélgica (quartas de final), o ATP 500 de Viena, na Áustria, o Masters 1000 de Paris, na França, e o ATP 250 de Estocolmo, em que pararam na primeira rodada, todos em 2021. E os dois, agora, em Adelaide (final e semifinal). Ao longo da parceria entre as temporadas de 2012 e 2016, Melo e Dodig foram campeões de Roland Garros, em 2015, ano em que o mineiro assumiu pela primeira vez a liderança do ranking, finalistas de Wimbledon, em 2013, e do ATP Finals, em 2014. Campeões em Masters 1000 – Cincinnati e Canadá (2016), Paris (2015) e Xangai (2013). E do ATP 500 de Acapulco (2015).  

Recordista em títulos, participações em Grand Slam, ATP Finals e semanas no topo do ranking  - Marcelo Melo é recordista brasileiro em número de títulos, 35 conquistas, ao lado do também mineiro Bruno Soares. Dos títulos, todos em duplas, dois são Grand Slam – Roland Garros, na França (2015) e Wimbledon, em Londres (2017) e nove Masters 1000, além de nove ATP 500 e 15 ATP 250. Tem o recorde, também, em semanas no topo do ranking da ATP – 56, único brasileiro na história a ser número 1 do mundo em duplas. E esteve entre os Top 10 por oito temporadas seguidas. É recordista em participações em Grand Slam, com 57 edições até o final de 2021, e em presença no ATP Finals – completou oito seguidas em 2020. Em 2019 chegou a 500 vitórias, na estreia no ATP 500 de Washington, passando a ser o 35º jogador de todos os tempos a atingir essa marca. 

O primeiro título de Marcelo em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam, além de um vice em Londres (2013) e um vice (2018) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Xangai 2018 chegou ao nono, depois de ganhar Xangai (2013 e 2015), Paris (2015 e 2017), Toronto (2016), Cincinnati (2016), Miami (2017) e Madri (2017).

Mais informações:
Site:  
www.melomarcelo.com 
Fanpage:  facebook.com/marcelomelo83 
Instagram: www.instagram.com/marcelomelo83
Marketing/Comercial: Sérgio Oprea - +55 61 98118-9876 - sergio.oprea@terra.com.br - www.zenithmarketing.com.br

ZDL
Doro Jr. - MTb 13209 - 
dorojr@zdl.com.br - 11 984579723
Deborah Mamone - MTb 15148  - 
deborah@zdl.com.br - 11 3285.5911

Site: 
www.zdl.com.br
Facebook: www.facebook.com/ZDLSports
Instagram: www.instagram.com/zdlsport
Twitter: www.twitter.com/ZDLcomunica

  • Dupla disputou três torneios na Austrália
    (Divulgação)

Leia também...

26.05.2022

Melo e Gonzalez param na segunda rodada em Roland Garros

Jogo desta quinta-feira (26), no Grand Slam, na capital francesa, foi diante do norte-americano Cressy e do espanhol Lopez

25.05.2022

Melo e Gonzalez buscam vaga nas oitavas de final nesta quinta-feira (26) em Roland Garros

Dupla enfrenta o norte-americano Cressy e o espanhol Lopez, pela segunda rodada, em jogo marcado para as 6h (horário de Brasília)

24.05.2022

Melo e Gonzalez estreiam com vitória e avançam em Roland Garros

A dupla, que disputa seu segundo torneio - o primeiro Grand Slam - , dominou o jogo desta terça-feira (24) diante do esloveno Bedene e do sérvio Krajinovic

23.05.2022

No primeiro Grand Slam juntos, Melo e Gonzalez estreiam nesta terça-feira (24) em Roland Garros

Os adversários, por volta de 9h00 (horário de Brasília), serão o esloveno Bedene e o sérvio Krajinovic, na 16ª vez consecutiva em que o mineiro estará no torneio em Paris, campeão na edição 2015. No ranking da ATP desta segunda-feira (23), subiu cinco posições

Entre em contato