Capa

Robert Scheidt

Scheidt comanda o Brasil ao vice-campeonato do evento-teste da SSL Gold Cup

Bicampeão olímpico e camisa 10 do time Brasil encerrou a competição neste domingo (3), animado com a evolução da tripulação, que se uniu para primeira vez para velejar como um time

03.10.2021  |  2.366 visualizações

Outubro, 2021 – Robert Scheidt conduziu o Brasil ao vice-campeonato do evento-teste da SSL Gold Cup, competição entre países e inspirada na Copa do Mundo de futebol, que terminou neste domingo (3), no Lago Neuchâtel, na Suíça. O título ficou com o barco da Croácia, que venceu a regata final. O terceiro e quatro lugares ficaram com Hungria e Suíça, respectivamente. O time brasileiro ganhou sete em oito provas disputadas, sendo superado somente na última e decisiva disputa. Nada que abalasse a confiança do capitão e camisa 10 do Brasil.

“A equipe superou em muito as minhas expectativas. Acho que a gente conseguiu criar um clima muito positivo dentro do time, que se entrosou bem e evoluiu muito nessas duas semanas que velejamos. Estou muito contente com a equipe e bastante animado para o que a gente tem para o ano que vem, na SSL Gold Cup. Vamos tentar construir um time ainda mais forte na competição. O time Brasil está de parabéns e, particularmente, foi um enorme prazer poder contar com essa tripulação e ajudar a criar esse clima tão positivo”, afirmou o bicampeão olímpico, patrocinado pelo Banco do Brasil e Rolex, contando com o apoio do COB e CBVela.

O time brasileiro conseguiu uma boa largada, saindo na frente. Porém, no primeiro contravento do percurso, o vento rondou um pouco mais pelo lado direito da raia e o barco da equipe verde-amarela caiu para o quarto e último lugar. Em uma prova de recuperação, conseguiram cruzar a linha de chegada em segundo. “Velejamos em um nível muito alto nessas semanas e, pela nossa rápida evolução e entrosamento, acredito que temos condições de brigar pelo pódio na SSL Gold Cup, em 2022”, complementa Robert Scheidt.

Este foi o segundo evento-teste da SSL Gold Cup, cuja competição entre 56 países está programada para os meses de maio a junho de 2022. A equipe brasileira, apelidada de Brazilian Storm, reuniu dez velejadores de renome internacional. Além do capitão Robert Scheidt, estiveram a bordo as bicampeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze, e nomes consagrados da vela como Henrique Haddad, Gabriel Borges, Henry Boening, Juninho de Jesus, Joca Signorini, Alfredo Rovere e André Fonseca. Cada atleta tem seu número na camisa – Robert é o 10 – e os uniformes do Brasil, fornecidos pela organização, lembram a “amarelinha” da seleção pentacampeã do mundo de futebol.

Todos os países competiram em pé de igualdade. Os veleiros one design foram fornecidos pela organização. O barco SSL47 – uma versão do RC44, categoria bastante usada em regatas mundiais – tem regulagens do original que não podem ser alteradas. ''A ideia da SSL Gold Cup é interessante, pois são barcos iguais e o que conta é o trabalho da tripulação'', atesta Robert Scheidt.

Robert Scheidt - Carreira

Cinco medalhas Olímpicas: 
    
Ouro : Atlanta/96 e Atenas/2004 (ambas na Classe Laser)     
Prata : Sidney/2000 (Laser) e Pequim/2008 (Star)     
Bronze : Londres/2012 (Star)      
     
181 títulos - 89 internacionais e 92 nacionais     
     
Laser     
- Onze títulos mundiais - 1991 (juvenil), 1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002*, 2004 e 2005 e 2013     
*Em 2002, foram realizados, separadamente, o Mundial de Vela da Isaf e o Mundial de Laser, ambos vencidos por Robert Scheidt     
- Três medalhas olímpicas - ouro em Atlanta/1996 e Atenas/2004, prata em Sydney/2000     
- Na Olimpíada Rio 2016, terminou em quando lugar, vencendo a medal race, televisionada para o mundo todo.     
     
Star     
- Três títulos mundiais - 2007, 2011 e 2012*     
*Além de Scheidt e Bruno Prada, só os italianos Agostino Straulino e Nicolo Rode venceram três mundiais velejando juntos, na história da classe     
- Duas medalhas olímpicas - prata em Pequim/2008 e bronze em Londres/2012     
- Integrante fundador da Star Sailors League, um circuito global de competições em franca ascensão, como uma ATP da vela, com ampla cobertura midiática. Scheidt foi o campeão da primeira edição, em 2013, ao lado de Bruno Prada, e vice-campeão em 2017 e 2018, com Henry Boenning.     
     
Mais informações:     
ZDL - Rafael De Marco / Doro Jr. - Mtb 13209     
rafael@zdl.com.br  -  Cel: 11 976022986   - Whatsapp: 19 997912108   
dorojr@zdl.com.br -  Whatsapp 11 984579723    
     
Site: www.zdl.com.br     
Facebook: www.facebook.com/ZDLSports     
Instagram: www.instagram.com/zdlsports     
Twitter: www.twitter.com/ZDLcomunica

  • Robert faz festa no pódio
    (Martina Orsini | SSL Gold Cup)

  • Robert Scheidt foi capitão e timoneiro do Time Brasil
    (Martina Orsini | SSL Gold Cup)

  • Scheidt comanda o barco do Brasil
    (Martina Orsini | SSL Gold Cup)

Leia também...

03.06.2022

Filho de Robert Scheidt vence evento teste do Campeonato Mundial de Optimist, na Turquia

Erik conquistou o título em Bodrum, mesmo local onde o pai levantou o troféu de campeão do mundo na classe Laser pela sétima vez, em 2004

15.05.2022

Scheidt vence a Europa Cup de Laser e conquista 183º título da carreira

Bicampeão olímpico levantou o troféu de campeão neste domingo (15), no Lago di Garda, na Itália, em seu retorno à classe após a disputa da Olimpíada do Japão

13.05.2022

Scheidt entra na Europa Cup de Laser por diversão, vence quatro regatas e lidera a competição

Bicampeão olímpico de 49 anos aproveitou o vento forte no Lago di Garda, na Itália, para imprimir seu ritmo de velejada e dominar a flotilha de 52 barcos, que voltam a competir neste sábado (14)

15.11.2021

Scheidt vence o Sul-Americano de Star e conquista 182º título da carreira

Bicampeão olímpico levantou o troféu de campeão nesta segunda-feira (15), em Ilhabela, em seu retorno à classe após dois anos de ausência

Entre em contato