Capa

Marcelo Melo

Marcelo Melo e Luisa Stefani param na primeira rodada das duplas mistas nos Jogos de Tóquio

A partida foi nesta quarta-feira (28), diante dos sérvios Novak Djokovic e Nina Stojanovic, na Quadra Central do Ariake Tennis Park, na capital japonesa

28.07.2021  |  604 visualizações

Julho, 2021 – O mineiro Marcelo Melo e a paulistana Luisa Stefani pararam na estreia das duplas mistas nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Nesta quarta-feira (28), Melo e Stefani enfrentaram a dupla sérvia formada pelo número 1 do mundo em simples, Novak Djokovic, e Nina Stojanovic. No jogo disputado na Quadra Central do Ariake Tennis Park, na capital japonesa, Djokovic e Stojanovic marcaram 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/4, em 1h09min, para avançar às quartas de final.

Melo - que tem o patrocínio de Centauro e BMG, com apoio da Volvo, Head, Voss, Foxton, Asics, Bolsa Atleta e Confederação Brasileira de Tênis - encerrou sua participação pelo Time Brasil no Japão. Luisa segue nas duplas femininas, ao lado de Laura Pigossi, nas semifinais. O tenista mineiro disputou a sua quarta Olimpíada - esteve também em Pequim-2008 (com André Sá) e em Londres-2012 e Rio-2016 (ao lado de Bruno Soares). No Rio de Janeiro, jogou duplas mistas, com Teliana Pereira.

Os sérvios garantiram a vitória com uma quebra em cada set. No primeiro, conseguiram o break no sexto game, 4/2, na única chance que tiveram, e mantiveram a vantagem para fechar em 6/3. No segundo, a quebra veio no sétimo game, 4/3, após Melo e Stefani evitarem o break no terceiro. A dupla brasileira ainda salvou um match point no game decisivo, mas Djokovic e Stojanovic marcaram 6/4 para seguir nos Jogos. 

Melo jogou com Luisa nas duplas mistas após ter disputado duplas masculinas em Tóquio com o gaúcho Marcelo Demoliner, que entrou no lugar do mineiro Bruno Soares, afastado dos Jogos em função de apendicite. Melo e Demoliner pararam na primeira rodada, na semana passada, diante dos croatas Nikola Mektic e Mate Pavic – cabeças de chave 1.

No ranking mundial individual de duplas divulgado nesta segunda-feira (26) pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), Melo está em 18º lugar, com 5.040 pontos.

Recordista em títulos e semanas no topo do ranking – Recordista brasileiro em número de títulos, com 35 conquistas, e também em semanas no topo do ranking da ATP – 56 -, assim como em participações no ATP Finals – completou oito seguidas em 2020 -, Marcelo somou mais um recorde ao chegar a 500 vitórias, na estreia no ATP 500 de Washington, em julho de 2019, passando a ser o 35º jogador de todos os tempos a atingir essa marca.

Entre 2017 e 2018, Marcelo ficou 30 semanas – 25 consecutivas - como líder do ranking mundial individual de duplas da ATP (13 semanas em 2017 – terminando o ano como número 1 - e 17 semanas em 2018). Antes, ocupou a liderança pela primeira vez em 2015, por 22 semanas, também virando o ano na frente, e voltou ao primeiro lugar por mais quatro semanas a partir de maio de 2016. Único brasileiro na história a ser número 1 do mundo em duplas.

Em 2020, no México, no ATP 500 de Acapulco, o mineiro Marcelo conquistou o 34º título da carreira, o 14ª com o polonês Lukasz Kubot, e no mês de outubro, no ATP 500 de Viena somou o 35ª da carreira, 15º com Kubot. Pelo 14º ano consecutivo comemora no mínimo um título por temporada. Juntos, Melo e Kubot ganharam pelo menos um torneio por ano desde 2015.

Dos 35 títulos, todos em duplas, dois são Grand Slam – Roland Garros, na França (2015) e Wimbledon, em Londres (2017) e nove Masters 1000, além de nove ATP 500 e 15 ATP 250. 

Nove vitórias em 2021 - Em 2021, Marcelo Melo tem três vitórias ao lado do romeno Horia Tecau, uma na estreia no Murray River Open (ATP 250) e duas no Australian Open, ambos em Melbourne. Uma vitória jogando com a russa Vera Zvonareva na estreia nas duplas mistas do Grand Slam. Duas vitórias com Jean-Julien Rojer, na estreia do ATP 250 de Doha e na estreia do Masters 1000 de Madri. Três vitórias com Lukasz Kubot em Wimbledon. 

Em 2020, Melo e Kubot somaram 22 vitórias, na estreia no Australian Open e no ATP 250 de Adelaide, na Austrália, duas no Rio Open, quatro em Acapulco, uma no Masters 1000 de Cincinnati, uma no ATP 500 de Hamburgo, uma na estreia em Roland Garros, três no primeiro ATP 250 e uma no segundo em Colônia, quatro em Viena, duas em Paris e uma no ATP Finals.

Marcelo, 37 anos, e Kubot, 39 anos, formaram parceria desde o início da temporada 2017, encerrada no final de 2020 e retomada agora. Antes, jogaram em torneios como o ATP 500 de Viena, em que foram campeões em 2015 e 2016.

Em 2020, Melo e Kubot terminaram como a sétima melhor parceria do ano, com 2.340 pontos. No ranking mundial individual de duplas, pela oitava temporada seguida, Marcelo ficou entre os Top 10. No ano passado, foi décimo. Em 2019, sétimo. Em 2018, nono do mundo, primeiro em 2017 e 2015, oitavo em 2016 e sexto colocado em 2013 e 2014.

O primeiro título de Marcelo em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam, além de um vice em Londres (2013) e um vice (2018) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Xangai 2018 chegou ao nono, depois de ganhar Xangai (2013 e 2015), Paris (2015 e 2017), Toronto (2016), Cincinnati (2016), Miami (2017) e Madri (2017).

Temporada 2020

Título
ATP 500 - 
Acapulco (México), rápida
ATP 500 - Viena (Áustria), rápida

Vice-campeonato
ATP 250 - Colônia (Alemanha), rápida

Temporada 2019

Título
ATP 250 – 
Winston-Salem (EUA), rápida

Vice-campeonato
Masters 1000 – 
Indian Wells (EUA), rápida
ATP 500 - Halle (Alemanha), grama
ATP 500 - Beijing (China), rápida
Masters 1000 - Xangai (China), rápida
ATP 500 - Viena (Áustria), rápida

Mais informações:
Site:  
www.melomarcelo.com 
Fanpage:  facebook.com/marcelomelo83 
Instagram: www.instagram.com/marcelomelo83
Marketing/Comercial: Sérgio Oprea - +55 61 98118-9876 - sergio.oprea@terra.com.br - www.zenithmarketing.com.br

ZDL
Doro Jr. - MTb 13209 - 
dorojr@zdl.com.br - 11 984579723
Deborah Mamone - MTb 15148  - 
deborah@zdl.com.br - 11 3285.5911

Site: 
www.zdl.com.br
Facebook: www.facebook.com/ZDLSports
Instagram: www.instagram.com/zdlsport
Twitter: www.twitter.com/ZDLcomunica

  • Concentração durante a partida nesta quarta
    (Wander Roberto / COB)

  • Dupla enfrentou parceria sérvia, do número 1 do mundo
    (Wander Roberto / COB)

Leia também...

10.09.2021

Após cinco anos, dupla Marcelo Melo e Ivan Dodig está de volta ao circuito

Mineiro e croata decidiram retomar a parceira encerrada no final de 2016, em que conquistaram o título de Roland Garros, em 2015, e foram finalistas de Wimbledon, em 2013. O primeiro torneio será Indian Wells, Masters 1000 marcado para outubro, nos Estados Unidos

08.09.2021

Após o US Open, Melo e Kubot decidem não continuar a parceria

O mineiro e o polonês tinham combinado de jogar juntos até o Grand Slam em Nova York. A dupla havia sido retomada em Roland Garros, no início de junho

02.09.2021

Marcelo Melo para na estreia no US Open

Tenista mineiro jogou ao lado do polonês Lukasz Kubot e, também, nas duplas mistas, com a paulistana Luisa Stefani, nesta quinta-feira (2) pela primeira rodada do Grand Slam

31.08.2021

Melo e Stefani estreiam nesta quarta-feira (1º) no US Open contra parceria de Dabrowski e Daniell

O mineiro e a paulistana voltam a jogar juntos após a Olimpíada de Tóquio. A partida será às 17h (horário de Brasília) e Luisa terá como adversária a parceira canadense, com quem disputa as duplas femininas

Entre em contato