Capa

Robert Scheidt

Após folga, Scheidt defende o top 3 da Olimpíada de Tóquio na madrugada desta quinta-feira (29)

Bicampeão olímpico de 48 anos aproveitou o day off desta quarta-feira (28) para descansar e fazer fisioterapia, recuperando o corpo para encarar as duas regatas programadas para a classe Laser e seguir velejando com consistência

28.07.2021  |  2.830 visualizações

Julho, 2021 – Terceiro colocado na classificação geral da classe Laser na Olimpíada de Tóquio, Robert Scheidt volta ao mar na madrugada desta quinta-feira (29) para disputar as regatas sete e oito. A programação começa às 00h05 (horário de Brasília), na raia de Enoshima, e o bicampeão olímpico de 48 anos segue confiante e concentrado na luta pela sexta medalha em sua sétima participação nos Jogos.

“Faltam quatro regatas até a medal race e estou conseguindo ser bastante constante. O importante é seguir velejando bem, manter a concentração e o foco. A competição está equilibrada e a prova disso é a alternância de desempenho e resultados entre os principais velejadores”, disse o atleta, que aproveitou o dia de folga desta quarta-feira (28) para descansar.

“Tivemos dias pesados, especialmente a terça-feira, quando ficamos quase sete horas na água. Isso porque o vento acabou entre a segunda e terceira regata e tivemos que esperar. Por isso, o importante é aproveitar para recuperar o corpo ao máximo, com descanso e fisioterapia”, contou o maior medalhista olímpico do Brasil, com cinco pódios, que é patrocinado pelo Banco do Brasil e Rolex e conta com o apoio do COB e CBVela.

Scheidt entrou na zona de medalhas na classe Laser da Olimpíada do Japão após velejar em top 10 em quatro das seis regatas disputadas até agora (11°, 10°, 4°, 3°, 17° e 5°). Com o desempenho, Robert figura em 3° lugar, com 33 pontos perdidos, já contando o descarte do pior resultado (17° na quinta regata). Está seis pontos atrás do segundo colocado, o australiano Matt Wearn, com 27 pontos perdidos, e a 15 pontos do líder, o cipriota Pavlos Kontides, com 18pp.

Cinco medalhas Olímpicas:     
Ouro : Atlanta/96 e Atenas/2004 (ambas na Classe Laser)     
Prata : Sidney/2000 (Laser) e Pequim/2008 (Star)     
Bronze : Londres/2012 (Star)      
     
181 títulos - 89 internacionais e 92 nacionais     
     
Laser     
- Onze títulos mundiais - 1991 (juvenil), 1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002*, 2004 e 2005 e 2013     
*Em 2002, foram realizados, separadamente, o Mundial de Vela da Isaf e o Mundial de Laser, ambos vencidos por Robert Scheidt     
- Três medalhas olímpicas - ouro em Atlanta/1996 e Atenas/2004, prata em Sydney/2000     
- Na Olimpíada Rio 2016, terminou em quando lugar, vencendo a medal race, televisionada para o mundo todo.     
     
Star     
- Três títulos mundiais - 2007, 2011 e 2012*     
*Além de Scheidt e Bruno Prada, só os italianos Agostino Straulino e Nicolo Rode venceram três mundiais velejando juntos, na história da classe     
- Duas medalhas olímpicas - prata em Pequim/2008 e bronze em Londres/2012     
- Integrante fundador da Star Sailors League, um circuito global de competições em franca ascensão, como uma ATP da vela, com ampla cobertura midiática. Scheidt foi o campeão da primeira edição, em 2013, ao lado de Bruno Prada, e vice-campeão em 2017 e 2018, com Henry Boenning.     
     
Mais informações:     
ZDL - Rafael De Marco / Doro Jr. - Mtb 13209     
rafael@zdl.com.br  -  Cel: 11 976022986   - Whatsapp: 19 997912108   
dorojr@zdl.com.br -  Whatsapp 11 984579723    
     
Site: www.zdl.com.br     
Facebook: www.facebook.com/ZDLSports     
Instagram: www.instagram.com/zdlsports     
Twitter: www.twitter.com/ZDLcomunica

  • Scheidt velejou entre os primeiros em Tóquio
    (Júlio César Guimarães / COB)

  • Scheidt em ação em Enoshima
    (Júlio César Guimarães/ COB)

Leia também...

14.04.2024

Robert Scheidt faz aniversário nesta segunda-feira (15) e vai ganhar biografia de presente

O livro "Robert Scheidt - O Amigo do Vento" será lançado no mês de junho, às vésperas da Olímpíada de Paris, e entra em pré-venda no início de maio

01.12.2023

Copa do Mundo da Vela: Brasil disputa regata com chances de título na Espanha neste sábado (2)

O time brasileiro, comandado por Robert Scheidt, enfrenta Grã-Bretanha, Holanda e Itália. Os dois mais bem colocados passam para a final deste domingo (3)

30.11.2023

Brasil avança às semifinais da Copa do Mundo de Vela

Equipe de Robert Scheidt e Martine Grael liderou grupo e segue na disputa pelo título da SSL Gold Cup

29.11.2023

Copa do Mundo da Vela: Brasil domina regatas da SSL Gold Cup e assume a ponta nas quartas-de-final

Equipe comandada por Robert Scheidt venceu as duas regatas do dia nas Ilhabas Canárias, na Espanha

Entre em contato