Capa

IEE TERCEIROSETOR

Projeto do IEE, de Ana Moser, desafia mais de 5 mil alunos a praticarem exercício em casa

Pelas redes sociais e grupos de Whatsapp, professores dos Núcleos do IEE enviam programação de atividades para seus alunos

18.05.2020  |  721 visualizações

Maio de 2020 – Com a quarentena, crianças por todo País estão tendo que aprender a ter uma nova rotina, dentro de casa. Além dos estudos, é muito importante manter o hábito de se movimentar e praticar atividades físicas, tanto pela saúde do corpo quanto a mental. Pensando nisso e também em ocupar o tempo ocioso de seus alunos, o projeto Rede de Núcleos, realizado pelo Instituto Esporte & Educação (IEE), montou uma programação de atividades especiais para as crianças e jovens das comunidades onde atua não ficarem sem se movimentarem em tempos de isolamento social.

No dia a dia, o Rede de Núcleos é o projeto do IEE que mais realiza atendimentos diretos, com atividades regulares e contínuas, totalizando 5.123 alunos, entre crianças, jovens e adultos em dez cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco, que, com a quarentena, ficaram sem as suas aulas de modalidades esportivas como vôlei, handebol, futebol, surfe, etc.

"Todos os 18 Núcleos que fazem parte do projeto estão envolvidos nessa programação especial. Inicialmente, focamos na conscientização sobre a importância de manter o distanciamento social e dos cuidados com a higiene para evitar a transmissão do vírus. Em seguida, começamos a elaborar desafios motores e cognitivos, de acordo com as faixas etárias e temas pedagógicos", conta Celiane de Oliveira, coordenadora do IEE.

Os desafios, normalmente semanais, funcionam assim: cada professor dos Núcleos monta estratégias para suas turmas, que são divulgadas por Whatsapp e redes sociais. "Os adolescentes e adultos, como tinham mais acesso às redes sociais, aderiram primeiro. Depois, montamos grupos com os pais dos alunos mais novos, enviando alguma atividade relacionada aos princípios do esporte educacional e aos conteúdos que os alunos estavam acompanhando nas aulas antes do isolamento social", fala a coordenadora.

Além dos desafios, são propostas brincadeiras que requerem a elaboração de peças, como a montagem de uma raquete de pingue pongue ou a construção do jogo batalha naval, construção de bolas e adaptação de materiais. Os alunos e os pais aprovaram e aderiram as atividades propostas, interagindo diariamente com nossos professores e devolvendo os desafios e atividades em forma de vídeos, fotos ou depoimentos".

Essas ações tiveram início em 23 de março e, até a primeira semana de maio, já tiveram como resultado a realização de 146 jogos, gincanas ou desafios lançados aos 67 grupos de whatsapp e também nas redes sociais. Realizamos 34 reuniões com os grupos de jovens protagonistas dos núcleos pelo zoom, 48 aulas ao vivo via lives ou pelo aplicativo zoom. Também foram realizadas 154 reuniões on line com pais e parceiros da comunidade e mais 164 reuniões entre as equipes de professores e estagiários para planejamento, organização dos trabalhos e gestão das atividades desenvolvidas neste período. Nas redes sociais, contabilizamos mais de 10 mil interações nas 146 atividades desenvolvidas neste período. 

"Desde quando suspendemos as atividades dos núcleos, já dissemos que estaríamos junto a eles. Hoje, estamos conectados com muitos alunos e seus pais, recebendo mensagens e conversando diariamente sobre a importância de manter o corpo e mente saudáveis. Os pais dos alunos estão valorizando muito essa forma de interação, pois as crianças ficam motivadas a cumprirem as atividades. Nós, do IEE, valorizamos muito a conexão e o sentimento de estar ativos e participantes em uma rede de apoio nesse momento tão delicado que estamos todos vivendo", completa Celiane.

Sobre o Instituto Esporte & Educação - Criado em 2001 pela medalhista olímpica Ana Moser, o Instituto Esporte & Educação (IEE) já atendeu a 6 milhões de crianças e jovens e capacitou mais de 45 mil professores e educadores em todo o Brasil.

Dentre os parceiros do IEE estão Itaú, Rede, Mastercard, Petrobras, NIKE, Nestlé, EDP Renováveis, Instituto EDP, Banco Votorantim, Reserva Votorantim, Bayer, Anhanguera, Pitágoras, Aché, Isa CTEEP, Mercado Livre, Motorola, Verde Asset Management, Novelis, Roche, WestRock, Grupo CCR, Bank Of America, Trench Rossi e Watanabe Advogados, Yamana Gold, Lundin Mining, CMPC, AES Tietê, Bloomberg, Mentos, Portocred Financeira, ValGroup, Penha, HSBC, Kinea e DrogaRaia.

Saiba mais sobre o IEE: 
Site: www.esporteeducacao.org.br/
Facebook: https://www.facebook.com/esporteeducacao/
Instagram : https://www.instagram.com/instituto.esporteeducacao/

ZDL - Paula Otero - MTb 17268/MG
paula@zdl.com.br

Site: 
www.zdl.com.br
Facebook: www.facebook.com/ZDLSports
Instagram: www.instagram.com/zdlsports
Twitter: www.twitter.com/ZDLcomunica

  • Mais de 2 mil alunos do IEE estão participando das atividades
    (Divulgação)

  • Tem atividades para todas as idades, individuais e para a família
    (Divulgação)

  • Os desafios do IEE fazem com que o Instituto continue próximo de seus alunos
    (Divulgação)

  • Com uma programação montada pelos professores, os alunos se mexem na quarentena
    (Divulgação)

  • No total, 18 núcleos estão participando
    (Divulgação)

Leia também...

03.07.2020

Centavos que transformam: o IEE precisa da sua ajuda para mudar vidas

Cadastre seu cartão Mastercard na campanha e compartilhe a ação com seus familiares e amigos

01.07.2020

Importância do terceiro setor na pandemia, tema da live de Ana Moser desta quinta-feira (2)

Ana vai conversar com Flávio Canto (Reação), Preto Zezé (CUFA) e Renato Meirelles (Instituto Locomotiva) para mostrar como as ONGs estão fazendo a diferença ao ajudar as comunidades mais carentes do Brasil

25.06.2020

Centavos que transformam: ajude o IEE, de Ana Moser, a levar esporte e educação para todo o País

A cada compra com o cartão Mastercard, é possível fazer uma doação para o Instituto, que há 20 anos transforma a vida de crianças, jovens e adultos

25.06.2020

Ana Moser faz nova live com ex-alunos do IEE que tiveram vidas transformadas

A conversa será nesta quinta-feira (25), às 19h, com cinco jovens que hoje são professores, atores e fisioterapeutas

Entre em contato