Capa

Melo e Kubot estão nas quartas de final do Masters 1000 de Xangai

Nesta quinta-feira (10), a dupla - atual campeã e cabeça de chave número 2 - venceu Bopanna e Shapovalov. Na madrugada desta sexta-feira (11), por volta das 4h30 (horário de Brasília), busca vaga na semifinal contra Dodig e Polasek, repetindo a decisão do ATP 500 de Beijing

09.10.2019  |  651 visualizações

São Paulo (SP) – Marcelo Melo e Lukasz Kubot conquistaram nesta quinta-feira (10) a segunda vitória no Masters 1000 de Xangai e estão nas quartas de final na China. Os atuais campeões derrotaram o indiano Rohan Bopanna e o canadense Denis Shapovalov por 2 sets a 1, parciais de 6/4, 3/6 e 10-7, em 1h27min. A dupla - que joga como cabeça de chave número 2 - já ganhou desde 2018 seis vezes seguidas em Xangai - quatro com o título no ano passado e duas nesta edição 2019.

Em busca de um lugar na semifinal, Melo e Kubot enfrentam na madrugada desta sexta-feira (11), por volta das 4h30 (horário de Brasília), o croata Ivan Dodig e o eslovaco Filip Polasek, na repetição da final do ATP 500 de Beijing, no dia 6, quando foram vice-campeões. Dodig e Polasek venceram nas oitavas de final de Xangai, nesta quinta-feira, o holandês Jean-Julien Rojer e o romeno Horia Tecau (cabeças 7) também por 2 a 1 - 7/6 (7-3), 6/7 (4-7) e 10-7. Jogando juntos, Melo e Dodig conquistaram o título do Masters 1000 em 2013.

"Hoje foi mais um jogão. Nós fizemos um excelente primeiro set. Conseguimos abrir um break no segundo. Eles recuperaram, passaram a jogar muito bem também. E aí no match tie-break fomos superiores. Quase todos os pontos foram de alto nível", analisou Marcelo, patrocinado por Centauro, BMG, Itambé e Taroii, com apoio da Volvo, Orfeu Cafés Especiais, VOSS e Confederação Brasileira de Tênis.

"Ficamos felizes. Tivemos um começo muito bom, depois eles passaram a jogar muito bem e acabamos definindo no match tie-break. Agora jogamos novamente contra o Dodig e o Polasek. Vamos montar a estratégia de novo, ir para cima, para ver se desta vez conseguimos a vitória", completou Marcelo.

Definição no match tie-break - Melo e Kubot mostraram muita confiança para superar a perda do segundo set e buscar a reação e a vitória. No set inicial, depois de chances de quebra no quinto e sétimo games, conseguiram o break no nono game, marcando 5/4 e fechando na sequência em 6/4. Na segunda série, a quebra veio no terceiro game, 2 a 1. Mas, os adversários reagiram, devolveram o break, deixando tudo igual, e voltaram a quebrar, 4/2. Mantendo a vantagem, venceram por 6/3, levando a definição para o match tie-break, que teve a vitória de Melo e Kubot por 10-7.

Mais um passo na busca do bicampeonato da dupla em Xangai e do quarto título de Marcelo no torneio. Com Kubot, foi campeão em 2018 e vice em 2017, conquistando o Masters 1000 mais duas vezes: em 2013 (com o croata Ivan Dodig) e em 2015 (com o sul-africano Raven Klaasen).

De olho no ATP Finals - O Masters 1000 de Xangai é o segundo torneio de Melo e Kubot na China - antes jogaram o ATP 500 de Beijing, onde foram vice-campeões. Depois, até o final do mês, estarão no ATP 500 de Viena, na Áustria, e no Masters 1000 de Paris. Entre os objetivos, a busca pela classificação para o ATP Finals, que pode vir já em Xangai. O torneio reúne as oito melhores parcerias de 2019, em novembro, no encerramento do ano, em Londres, na Inglaterra.

Melo e Kubot estão em segundo lugar na Corrida para Londres, com 3.745 pontos, atrás apenas dos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, com 8.030 - única parceria já classificada. No ranking mundial individual de duplas, Melo ocupa a sexta colocação, com 5.170 pontos. Kubot é o quinto, com 5.350. 

Trinta e nove vitórias em 2019 – O mineiro Marcelo Melo, 36 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 37 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada 2017. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Na temporada 2019, conquistaram 39 vitórias, quatro no Masters 1000 de Indian Wells, com o vice-campeonato, três no Masters 1000 de Miami, duas no Masters 1000 de Monte Carlo, uma em Barcelona, duas em Madri, três em Roma, duas em Roland Garros, uma em s-Hertogenbosch, três em Halle (com o vice), três em Wimbledon, duas em Washington, duas em Cincinnati, quatro com o título em Winston-Salem, duas no US Open, três no ATP 500 de Beijing e duas no Masters 1000 de Xangai.

Principais conquistas na carreira – Marcelo conquistou em Winston-Salem, no mês de agosto, o seu 33º título na carreira, recordista brasileiro, todos em duplas. Dois são Grand Slam – Roland Garros, na França (2015) e Wimbledon, em Londres (2017) e nove Masters 1000, além de sete ATP 500 e 15 ATP 250. Em 2019, pelo 13º ano consecutivo comemora no mínimo um título por temporada. Foi a 13ª conquista ao lado de Kubot. Juntos, Melo e Kubot, ganharam pelo menos um torneio por ano desde 2015. Nesta temporada, Marcelo atingiu mais um recorde, ao somar 500 vitórias, maior vencedor entre os tenistas do país, passando a ser o 35º jogador de todos os tempos a atingir essa marca.

O primeiro título em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam, além de um vice em Londres (2013) e um vice (2018) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Xangai 2018 chegou ao nono, depois de ganhar Xangai (2013 e 2015), Paris (2015 e 2017), Toronto (2016), Cincinnati (2016), Miami (2017) e Madri (2017).

Temporada 2019

Título
ATP 250 – 
Winston-Salem (EUA), rápida

Vice-campeonato 
Masters 1000 – 
Indian Wells (EUA), rápida
ATP 500 - Halle (Alemanha), grama 

Mais informações:
Site:  
www.melomarcelo.com 
Fanpage:  facebook.com/marcelomelo83 
Instagram: @marcelomelo83

ZDL
Doro Jr. - MTb 13209 -   
dorojr@zdl.com.br    - 11 984579723
Deborah Mamone - MTb 15148  -   
deborah@zdl.com.br    - 11 3285.5911

Site: 
www.zdl.com.br
Facebook: www.facebook.com/ZDLSports
Instagram: www.instagram.com/zdlsport
Twitter: www.twitter.com/ZDLcomunica

  • Dupla comemorou a segunda vitória em Xangai
    (Divulgação)

Leia também...

25.05.2020

Marcelo Melo define planejamento de treinos em Belo Horizonte

Em live da Máquina do Esporte, tenista mineiro falou do retorno ao Brasil, após 11 semanas nos Estados Unidos, dos próximos passos para a retomada do tênis no País e em nível mundial e da parceria com seus patrocinadores

12.05.2020

Após treinos nos Estados Unidos, Marcelo Melo planeja retorno ao Brasil

Primeiro na Califórnia, depois na Flórida, tenista mineiro manteve a rotina de treinamentos físicos e em quadra após o cancelamento dos torneios de Indian Wells e Miami em função da pandemia do novo coronavírus, seguido da paralisação do circuito, que a princípio tem retorno previsto para julho

02.05.2020

BandSports mostra neste sábado (2) título de Marcelo Melo em Roland Garros em 2015

Jogo será às 11h. Melo e o croata Ivan Dodig derrotaram os irmãos Bryan na final

27.04.2020

Centauro e Marcelo Melo dão dicas de exercícios para fazer em casa no projeto #TreineEmCasa

Vídeos têm como objetivo contribuir na saúde do corpo e da mente, principalmente em tempos de isolamento social, e podem ser conferidos no Instagram da rede. Marcelo segue treinando na Flórida (EUA), aguardando o retorno do circuito, previsto, a princípio, para o dia 13 de julho

Entre em contato