Capa

Dupla número 1 do mundo, Melo e Kubot estreiam segunda-feira (13) no ATP Finals

Eles já estão em Londres treinando para o torneio que encerra a temporada e reúne as oito melhores parcerias do ano. Cabeças de chave 1, enfrentam na primeira rodada os mesmos adversários que derrotaram na final do Masters 1000 de Paris: Dodig/Granollers

09.11.2017  |  309 visualizações

São Paulo (SP) – O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot começam na próxima segunda-feira (13), às 16h (horário de Brasília), a busca pelo título do ATP Finals. O torneio, que encerra a temporada, tem início no domingo (12) e será disputado até o próximo dia 19, em Londres, na Inglaterra, reunindo as oito melhores parcerias do ano. Dupla líder do ranking mundial, Melo e Kubot jogam na capital inglesa como cabeças de chave número 1. Eles estreiam contra os mesmos adversários que derrotaram no domingo (5), para conquistar o título do Masters 1000 de Paris: o croata Ivan Dodig e o espanhol Marcel Granollers.

Após o título em Paris, Melo reassumiu a primeira colocação no ranking mundial individual de duplas, seguido por Kubot. Ele soma 8.510 pontos no ranking, mesma pontuação do polonês, mas está na ponta por ter disputado um torneio a menos. Juntos, no ranking de duplas, eles lideram com 8.600 pontos, contra 7.330 da parceria segunda colocada, o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers.

Melo disputa o ATP Finals desde 2013. Nos anos anteriores, seu parceiro foi o croata Ivan Dodig, adversário na estreia desta edição. Com Dodig, foi finalista uma vez (2014) e duas vezes esteve nas semifinais (2015 e 2013). No ano passado, eles perderam na fase de grupos.

“Eu acredito que os grupos ficaram bem equilibrados. É um dos anos mais equilibrados, dos últimos que venho jogando. Vamos ter já uma partida dura na primeira rodada. Acabamos de jogar com eles lá em Paris. Mas aqui no Finals acho que todos os jogos são bem difíceis. Estamos muito bem preparados, vamos ter mais uns dias de treino, e agora é seguir com toda a confiança possível. Sabemos, logicamente, muito bem como enfrentá-los. Importante é manter a calma, o equilíbrio e tentar jogar da melhor maneira, usando toda a confiança dos resultados que tivemos ultimamente”, afirma Melo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.

Os grupos - As oito duplas do Finals são divididas  em dois grupos de quatro. Melo e Kubot estão  no Grupo Woodbridge / Woodforde, junto com o também mineiro Bruno Soares e seu parceiro, o britânico Jamie Murray (cabeças 4), além dos irmãos norte-americanos Bob Bryan e Mike Brian (5) e de Dodig/Granollers (7).  O outro grupo - Eltingh / Haarhuis - tem Kontinen e Peers, cabeças 2 e atuais campeões, ao lado do holandês Jean-Julien Rojer e do romeno Horia Tecau (3)); dos franceses Pierre-Hugues Herbert/Nicolas Mahut (6); e do norte-americano Ryan Harrison e do neozelanês Michael Venus (8). Nessa primeira fase, todos jogam contra todos dentro de seu grupo. Os dois melhores de cada um disputam as semifinais, no sábado (18). A decisão do título será no domingo (19).

Números da temporada, seis títulos e 48 vitórias – O mineiro Marcelo Melo, 34 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 35 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Em 2017, a dupla Melo e Kubot disputou 22 torneios, conquistou seis títulos, venceu 48 jogos, com apenas 16 derrotas. Entre essas vitórias está a 400ª da carreira do brasileiro, obtida na estreia em Roland Garros. Melo já ocupou outras três vezes o primeiro lugar no ranking mundial individual de duplas - em 2015, 2016 e 2017. 

Recordista brasileiro em número de títulos: Marcelo Melo é o brasileiro com maior número de títulos: 28, sendo oito Masters 1000.

Principais conquistas na carreira: o primeiro título em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam - Roland Garros 2015 e Wimbledon 2017 -, além de um vice em Londres (2013) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Paris chegou ao oitavo, depois de ganhar Shangai (2013 e 2015), Paris (2015), Toronto (2016), Cincinnati (2016) e Miami e Madri (2017).

Principais resultados em 2017 (23 torneios):

6 títulos: 
(conquistados em três pisos diferentes):
Grand Slam - Wimbledon, Londres (Inglaterra), grama 
Masters 1000 - Paris (França), rápida; Madri (Espanha), saibro; e Miami (EUA), rápida 
ATP 500 - Halle (Alemanha), grama 
ATP 250 - ‘s’Hertogenbosch (Holanda), grama 

3 vice-campeonatos:
Masters 1000 -
 Shanghai (China), rápida; Indian Wells (EUA), rápida  
ATP 500 - Washington(EUA), rápida 

1 semifinal:
Masters 1000 - Cincinatti (EUA)

6 quartas de final:
ATP 1000 - Monte Carlo (MON), Roma (ITA)
ATP 500 - Roterdan (HOL), Rio (BRA), Viena (AUT)
ATP 250 - Shenzhen (CHI) - disputado com o alemão Alexander Zverev

Mais informações:
Site:  
www.melomarcelo.com 
Fanpage:  facebook.com/marcelomelo83 
Instagram: @marcelomelo83

ZDL
Doro Jr. -   
dorojr@zdl.com.br    - 11 984579723
Deborah Mamone -   
deborah@zdl.com.br    - 11 3285.5911

Site:   
www.zdl.com.br   
Facebook:   www.facebook.com/ZDLSports
Instagram:    www.instagram.com/zdlsports   
Twitter:    www.twitter.com/ZDLcomunica

  • Grupos de Duplas do ATP Finals
    (Divulgação/ATP)

  • Dupla, líder do ranking, tem seis títulos na temporada
    (Leo Hagen / Divulgação)

Leia também...

Entre em contato